sábado, 27 de outubro de 2012

A PÍLULA VERMELHA




Bem gostaríamos que existisse uma pílula vermelha que nos fizesse acordar do sono da Matrix. Mas de fato não existe um mecanismo instantâneo para nos libertar da letargia consciencial em que mergulhamos.
Essa letargia foi desenvolvida por um intrincado número de fatores, entre eles nosso apego à matéria, nossa prolongada fixação mental em assuntos de pouco ou nenhum valor, e o somatório de toda essa energia desqualificada emitida pela coletividade, além dos processos desencadeados por seres que não servem à luz.
Para acordar é preciso utilizar a única arma de que dispomos: a vontade.
A nossa vontade é na verdade a pílula vermelha do famoso filme hollywoodiano. Mas no caso essa pílula precisa ser tomada repetidas vezes, como um medicamento de uso diário ao longo de um período de tempo considerável. O nosso despertar espiritual será fruto do acúmulo da energia do intento gerado incessantemente. De fato enquanto vivemos neste plano tridimensional nós nunca poderemos prescindir da utilização da pílula da vontade.
Podemos dizer também que a força da vontade é como um daqueles antigos carros a manivela. É preciso girar várias vezes até que a ignição aconteça e as rotações do motor se tornem estáveis. É pela acumulação da energia do intento que se pode estabilizar as vibrações numa faixa mais elevada, capaz de acelerar nosso processo evolutivo, até um ponto em que estejamos imunes à força de atração gravitacional dos nossos repetidos erros, que geram estados de infelicidade.
Como no filme Matrix, é interessante o paralelo em que é mostrado o quanto a maioria se sente confortável em seu ostracismo, chegando até a lutar pela manutenção da velha ordem. Isto é devido à força da inércia, daqueles que por momento algum se permitem sondar o cosmos e sua natureza transcendental, ou que não investigam suas almas à procura de portas para uma expressão de vida mais aprimorada. Quando por um momento que se repete a criatura inteligente começa a buscar mecanismos de elevação, tais como a investigação das possibilidades, a prece, a meditação, os trabalhos assistenciais, a reunião de seres em estado de elevação, isto começa a criar brechas na teia espessa das forças involutivas que atuam em nós. 
Começa a predispor a criatura para a ascensão.

3 comentários:

Anônimo disse...

Achei bárbaro!!!

Anônimo disse...

Estou tentando me motivar a distribuir "pílulas vermelhas" no Facebook, mas se essa sua "matéria" só teve um comentário desde 2012, começo a ficar frustrado com o resultado antes mesmo de começar...

Anônimo disse...

Poucas pessoas tem ainda o poder de rebentar os grilhões que ainda as prendem, então se tu esta motivado a tal ato, não se assuste com a quantidade de comentários, seja um insurgente, revolte-se contra este sistema mesmo que suas armas sejam apenas o teclado.